carta de IDA


A IDA nasceu com o objetivo de chegar cada dia mais perto de uma moda mais responsável. Falamos de consumo consciente, estilo próprio, e maneiras diferentes de olhar para as roupas no nosso dia a dia.


A gente sabe que na indústria da moda não é possível ser 100% sustentável. Mas ingressamos em um caminho de IDA em busca de um futuro melhor.

De uns anos pra cá, o desejo por uma marca que conversa com os novos tempos floresceu em Bento Guida – CEO do grupo de varejo WBG Retail. “A sustentabilidade é um caminho sem volta”, ele afirma. Dividiu a ideia com Gabriela Machado, hoje à frente do estilo da IDA. Juntos, levaram a semente à um time de feras que, em uma imersão criativa intensa, a desenvolveram. Saímos de lá com nome e propósito bem definidos. Em outubro de 2019, nosso e-commerce foi ao ar.


O convite de IDA: adicionar doses de consciência ao consumo (e às pessoas) através de roupas com tecidos e processos que minimizam os impactos negativos ao meio ambiente e toda a cadeia envolvida. Entendemos que “evoluir faz parte do processo”, como já anuncia nosso manifesto. Por isso, acima de tudo, somos transparentes na forma de comunicar cada passo dado. Nesse documento, a gente compartilha algumas informações sobre nossa jornada.

em 2019,
IDA produziu 304 peças

Esse é um exemplo do que você encontrará por aqui. Mas não estamos falando só dos números, viu?


Quando você visitar a página de uma peça, saberá de cada iniciativa que faz dela uma roupa de produção mais consciente. Também verá de quais materiais ela é feita. Em nossas redes, encontrará informações sobre ações e projetos especiais que pensamos e nossa maneira de fazer moda.


O próximo passo diante de tanta informação era encontrar uma forma de unificá-la em um só lugar. Um espaço onde você poderia encontrar um panorama da marca. Por isso, apresentamos a primeira parte da nossa JORNADA.


Nele compartilhamos nossas práticas, objetivos e metas — assim, você sabe exatamente o que o time de IDA faz hoje e o que pretende para o futuro. Isso, pra gente, é ser responsável — com você e com o mundo. Clareza e verdade, sempre.


Dividiremos esses dados-chaves a cada fechamento de ciclo (geralmente no fim de um ano). Dessa vez, antecipamos o relatório com o balanço do nosso primeiro trimestre de (v)IDA.


Vem ver!

nosso trimestre
foi assim...

DIVIDIMOS TUDO EM TRÊS PILARES

Sustentabilidade não é uma tendência. É uma necessidade. Pensamos na nossa moda de uma maneira diferente e cada passo conta!

Lançamos 304 modelos, divididos nos três pilares abaixo, para você saber exatamente o que leva para casa.

As peças com menor impacto ambiental. Abraçamos iniciativas responsáveis em todas as etapas produtivas — isso significa que consideramos desde tecidos de baixo impacto ambiental, até a neutralização do carbono nas fábricas. Aqui estão as peças mais vantajosas para o meio-ambiente.
161 modelos

Queremos descomplicar a vida e o dia a dia. Procuramos por tecidos que amassam pouco e são fáceis de lavar, que te acompanham em todos os momentos.
28 modelos

Aqui você encontra peças que vão dos básicos e coringas do guarda-roupa, até peças que se destacam nos visuais. Entendemos que elas fazem parte do estilo da mulher de IDA, mas são produzidas com matérias-primas não consideradas ideais quanto ao impacto ambiental de seus processos produtivos.
115 modelos

foram quatro coleções

colecao base
base mobile
colecao origens
mobile origens
colecao aguas
aguas mobile
colecao transparecia
transparencia mobile

Do que as peças foram feitas?

Saiba mais sobre as fibras:

Todo tecido é composto a partir de uma ou mais fibras têxteis — e essas podem ter várias origens. O algodão, por exemplo, compõe uma fibra natural.

Mas a celulose, recurso importantíssimo na moda, passa por processos especiais para dar origem à vários tipos de fibras artificiais (muitas de produção certificada e manejo florestal responsável), como a viscose e o liocel. Já as sintéticas são obtidas por meio de matéria prima derivada de petróleo, como o poliéster e a poliamida.

Importante lembrar que não é só a natureza da fibra que define seu impacto, seja positivo ou negativo. Existem outros fatores que influenciam nisso, como práticas de responsabilidade socioambiental exercidas durante a produção, o cultivo orgânico, a busca pela neutralização de carbono, o manejo florestal responsável e uma série de certificados que os garantem.

Das 304 peças consideradas nessa avaliação, 44% possuem certificados ou são recicladas.

  • BCI™ - 38%

  • OEKO-TEX® STANDAR 100 - 13%

  • ALGODÃO RECICLADO - 13%

  • PET RECICLADO - 9%

  • TENCEL™ LENZING™ - 5%

  • ZDHC - 5%

  • MODAL™ LENZING™ - 4%

  • POLIAMIDA AMNI ECO SOUL® - 4%

  • ORGÃNICO CERTIFICADO GOTS - 4%

  • ECOVERO™ LENZING™ - 1%

  • ORGÂNICO PEQUENOS PRODUTORES - 1%

Temos como fibras primárias dos tecidos naturais o algodão e o linho — muito amados pelo conforto que trazem às peças. O algodão, principalmente, pode ter várias origens e certificados, por isso aparece algumas vezes em nossa lista.

36% é de ALGODÃO com CERTIFICAÇÃO BCI (BETTER COTTON INITIATIVE,
ou em tradução livre INICIATIVA PARA UM ALGODÃO MELHOR)
13% é de ALGODÃO RECICLADO
6% é de ALGODÃO ORGÂNICO
9% é de LINHO
36% é de ALGODÃO COMUM, mas infelizmente não obtivemos acesso
à sua rastreabilidade

A viscose é uma das fibras provenientes da celulose, predominantes em peças bem leves ou de composição mista — aparece ao lado do algodão, do linho e mais.

Sempre que possível, trabalhamos com a Viscose EcoVero™, Modal™ e Tencel™, da Lenzing™, que garante a produção a partir da madeira de florestas de manejo sustentável.

Acreditamos na proposta do PET reciclado. Reutilizar as garrafas descartadas é uma forma de tirar um pouco do que seria LIXO no planeta… e dar um novo significado para aquilo.

Porém, sabemos que lavar essas peças requer atenção especial para evitar a liberação de micro plásticos no meio ambiente. Por isso sugerimos maneiras de aumentar a durabilidade das roupas com menos lavagens e, quando necessário, usar sacos feitos com nano filtros, apropriados para a tarefa.

A gente também trabalhou com a certificação OEKO-TEX STARDARD 100. Ela garante que as peças (todas indicadas a própria página) foram tingidas sem nenhum químico danoso pra nossa saúde, ou pra Terra.

E, bom, a poliamida biodegradável também é muito bacana. Essa tecnologia é chamada de Amni Soul Eco ®, desenvolvida pela Rhodia. A vantagem é que essa fibra desaparece pelo menos 50 anos mais rápido do que a poliamida comum ao ser descartada de maneira apropriada.

De onde as peças vêm?

A nossa confecção é 100% feita no Brasil, mas alguns tecidos podem ter outras origens. Enquanto 74% deles é nacional, 26% são feitos fora do país — temos 19 parceiros entre tecelagens e importadoras. Também é importante dividir outro dado com você, sobre o aproveitamento de tecidos já existentes. Para 34% da coleção, optamos por tecidos que já estavam prontos, parados nos estoques das fábricas. Demos um novo significado para eles transformando-os em companheiros do seu dia a dia!

Saiba mais sobre nossos parceiros

O processo de fazer roupas envolve bastante gente. Ao longo do nosso período de fornecimento em 2019, trabalhamos com 17 empresas terceirizadas de costura e fornecedores de produto acabado. Nossas oficinas parceiras estão localizadas em São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Aqui na IDA respeitamos a legislação trabalhista brasileira em todos os processos internos.

Buscamos o mesmo dos nossos fornecedores: quando fazemos a seleção, firmamos a colaboração por meio de um contrato. Ele reafirma os compromissos éticos e legais desses parceiros terceirizados — nossa maneira de mantermos todo o processo alinhado ao que a gente acredita.

O que o contrato inclui como responsabilidade do fornecedor, então?
Principalmente combater de forma ativa e contínua práticas trabalhistas condenáveis, como trabalho infantil e o trabalho forçado — conforme tipificado no art. 149 do Código Penal. Os fornecedores também devem zelar pelo cumprimento de normas de saúde e segurança para seus colaboradores, sempre.

Por último, devem desenvolver suas atividades de acordo com as legislações locais vigentes e executando o fornecimento de maneira ética e responsável. Também procuramos por selos e certificações específicas. O selo ABVTEX, por exemplo, atesta boas práticas na cadeia de fornecimento e promove o trabalho digno para todos os envolvidos

Dos 17 fornecedores terceirizados, 11 estavam com a certificação ABVTEX ativa ao longo do período do fornecimento. Dois já tiveram a certificação e optaram por não a renovar ao longo do período do fornecimento. Quatro optaram por não aderir ao programa.

*Cada empresa é a única responsável pelas suas certificações.

As embalagens de IDA

Toda roupa de IDA que chega na sua casa pode vir em três pacotes diferentes: uma caixa ou dois envelopes, cada um de um tamanho. Elas são de papel pardo, de fácil biodegradação, e ainda servem de adubo quando misturadas com outros produtos orgânicos. Tudo para minimizar a geração de resíduos e desperdício.

Você já recebeu uma? Se sim, dá uma olhadinha ou repara em sua próxima compra. Além de uma frase inspiradora estampada no pacote, cada um deles possui também o selo eureciclo — um compromisso com a logística reversa das embalagens pós-consumo, baseada na compensação ambiental.

Também é possível reutilizar nossos envelopes. Ao fazer uma troca ou comprar um presente, você pode abrir a embalagem e colá-la novamente, com um lacre extra superfácil de usar.

Ecotece

Inauguramos nossas ações especiais em novembro de 2019, um pouquinho depois que aparecemos no mercado. Boa parte das lojas estava focada em descontos e Black Friday. Pensamos: como podemos fazer diferente?

Foi assim que surgiu uma parceria linda com o Instituto ECOTECE. Ao disseminar a cultura do consumo consciente, a ideia foi aproveitar essa tradicional data do varejo para enaltecer projetos sociais.

A gente se juntou ao Instituto – que beneficiou mais de 50 mil pessoas em 2018, ajudando a construir uma moda mais igualitária e inclusiva.

Em vez de oferecer desconto para nossas clientes, incentivamos a doação. IDA se comprometeu a doar para a organização 20% de toda a renda arrecadada no período de 29 de novembro (sexta-feira) à 3 de dezembro (terça-feira), quando é celebrado o Dia de Doar no Brasil e no mundo! Como resultado, arrecadamos R$2.729,90, entregues ao Instituto Ecotece após a vigência da ação.

REbag

O ciclo de uma roupa não acaba quando ela chega em sua casa. Ele é longo — e envolve detalhes que às vezes a gente nem imagina. Em uma produção de roupas, por exemplo, é muito comum sobrarem retalhos de tecido, mesmo quando você tenta aproveitá-lo ao máximo no planejamento das peças.
Criamos a REBAG por causa disso! A bolsa é feita a partir dos retalhos de tecido que sobraram das nossas peças, reaproveitados em algo lindo!

Ela é fruto da parceria com o Movimento #euvistoobem: um projeto que hoje emprega 22 detentas, garantiu um emprego em contrato CLT para 20 outras ex-detentas, e inspira novos jeitos de fazer moda.

A REBAG acompanhou todos os pedidos feitos em nosso site, até o fim do estoque.

#IDAnaOPA

Em um sábado ensolarado de 7 de dezembro, fizemos uma festa incrível com pocket show da cantora Luedji Luna para apresentar a coleção TRANSPARÊNCIA — e ficar mais pertinho de quem anda com a gente. A #IDAnaOPA, nossa primeira experiência offline, aconteceu na Galeria Crua, no centro de São Paulo.

Muita gente especial passou por lá. Consumira água, refrigerante, drinks... e tudo isso gera lixo. Nossa solução? Nos juntarmos ao CATAKI, uma iniciativa do Pimp My Carroça, para a gestão dos resíduos secos recicláveis.

A Elismaura e a Dilma, catadoras parceiríssimas que marcaram presença por lá, foram as responsáveis pela separação e destinação correta dos resíduos gerados na festa. Elas separaram adequadamente e pesaram tudo. O resultado foi esse:

  • 3 KG DE LATAS
  • 30 KGS DE PRODUTOS ORGÂNICOS
  • 2 KGS DE APARAS
  • 5 KGS DE GARRAFAS PET
  • 160 KGS DE VIDRO

Tem mais! Abolimos os copos comuns da festança. Todos os líquidos foram consumidos em copos biodegradáveis, feitos de fécula de mandioca.

Conhece a “Já Fui Mandioca”? O CopECO, feito por eles, é compostável em até 90 dias, tem produção neutra em carbono e usa 62 vezes menos água na produção, comparados a outros tipos de copinho!

... e queremos o próximo assim!

Para o ano de 2020 declaramos as seguintes metas:

SOBRE A VIDA

Formalizaremos um programa de gestão de fornecimento. Queremos que 100% das nossas oficinas parceiras sejam certificadas ABVTEX, ou auditadas por uma certificadora independente com os mesmos padrões de responsabilidade social.

Iniciaremos a produção de vestuário em parceria com pelo menos um programa social de valorização e/ ou capacitação de mão de obra de pessoas em situação de vulnerabilidade social e econômica. O foco é nas pessoas! Buscamos, através da nossa produção, fazer também um investimento social.

SOBRE O MUNDO

Seguimos nosso compromisso de oferecer cada vez mais produtos com matérias primas ou processos que contribuam para o desenvolvimento sustentável. Para 2020 temos as metas de:

Aumentar para 55% (ou seja, em +11%) o uso total de matérias primas certificadas ou recicladas na nossa entrega anual de produtos. Sendo nosso maior foco a busca de fibras artificiais de origem certificadas.

Elas andaram com a gente

Aprendemos juntes: todo dia é uma oportunidade de ouvir e refletir com pessoas que aceitam caminhar ao nosso lado. Por isso, em nossas redes, você sempre vai encontrar alguma referência às #mulheresdeIDA. Elas compartilham suas opiniões, produzem conteúdo com a gente e colaboram com discussões essenciais para nosso propósito de evolução constante. Esse é um agradecimento oficial à todas elas!

É isso: 2019 acabou, mas foi incrível. Esperamos que você continue com a gente rumo à próxima jornada! Vamos?

O futuro é um caminho de IDA! #idacomvc

Frete Grátis

para você conhecer nossos produtos

troca fácil

não gostou? sem problemas, a primeira troca é por nossa conta!


IDA

Nome:

E-mail: